Categorias
Blog Notícias

Exame > Healthtech Salú Recebe Aporte De R$ 12 Milhões Liderado Pelo SoftBank

A Salú tem como foco descomplicar os processos de saúde ocupacional e segurança do trabalho nas empresas

Por Mariana Desidério.

A healthtech Salú acaba de anunciar um aporte de R$ 12 milhões, liderado pelo SoftBank Latin America Fund. Também participaram da rodada a Aggir Ventures e a Norte Capital, além de investidores como Vitor Asseituno (Sami), Felipe Lourenço (iClinic), Bruno Lagoeiro (Pebmed) e Ricardo Duarte (Beacon).

Em operação há cerca de um ano, a Salú tem como foco descomplicar os processos de saúde ocupacional e segurança do trabalho nas empresas, gerando eficiência e inteligência. “Somos a one-stop-shop de referência para nossas empresas em todos os assuntos que precisam relacionados à medicina ocupacional e saúde e segurança do trabalho, mas também em gestão populacional e saúde suplementar”, afirmou René Neme, CEO da Salú.

Por meio de seu software de gestão, a startup ajuda os departamentos de RH no cumprimento de obrigações legais ligadas à saúde dos funcionários. Além disso, a solução tem um olhar atento à parcela da população com doenças crônicas, auxiliando as empresas a cuidar melhor dos seus colaboradores. A startup foi fundada por André Boff, René Neme e Ricardo Silveira, junto ao médico Irineu Massaia, doutor em patologia pela USP.

Com os recursos levantados, a Salú irá expandir sua atividade com a meta de chegar a todo o território nacional e tornar-se líder em seu segmento. Entre os atuais clientes da Salú estão empresas como C6 Bank, Loft, GetNinjas, Olist, Warren, Banco Genial, Merama, RD Station, OpenCo, Labi Exames, Will Bank, Buser entre outras referências em seus segmentos.

Categorias
Blog Notícias

Startups > Após aporte de R$ 12 mi, Salú traz Sergio Cagno como diretor médico

A healthtech Salú está reforçando seu time médico e de engenharia. Para isso, elegeu Sergio Cagno como Chief Medical Officer.

Por Gabriela Del Carmen.

A healthtech Salú, one-stop-shop de saúde ocupacional para empresas de todos os segmentos, está reforçando seu time médico e de engenharia. Para isso, elegeu Sergio Cagno como Chief Medical Officer, ou diretor médico.

Médico do Trabalho com 40 anos de experiência no segmento de Saúde Ocupacional, Sergio atuou como consultor do Hospital Israelita Albert Einstein. Além disso, foi sócio-fundador da Bioqualynet, empresa especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho incorporada pela Porto Seguro em 2013.

“É um orgulho me juntar ao time da Salú, empresa que vem atuando no mercado de saúde ocupacional trazendo uma nova visão de modernidade e tecnologia, aliada a expertise técnica e experiência profissional”, disse Sergio em nota publicada no LinkedIn da Salú. Em menos de 2 anos de empresa, a startup tem cerca de 70 mil vidas sob gestão em mais de 180 companhias como C6 Bank, Olis, Loft, Banco Neon e Buser.

Recentemente, a startup fechou uma rodada de R$ 12 milhões liderada pela Upload Ventures, braço de venture capital early stage do SoftBank, junto à Aggir Ventures e Norte Capital, além de investidores-anjo. O aporte, anunciado em março de 2022, visa expandir a atividade da Salú em todo o território nacional.

Além de focar em eficiência de capital a healthtech tem adotado uma estratégia de mesclar a juventude dos seus fundadores André Boff, René Neme e Ricardo Silveira com nomes experientes de mercado, como próprio Sergio Cagno. A Salú ajuda os departamentos de RH das empresas a cumprirem obrigações legais ligadas à saúde dos funcionários por meio de sua solução SaaS, um software de gestão que terceiriza os processos para resolver as demandas.

Sem abrir números específicos, a companhia afirma ter crescido 3 vezes em 2022 na base de usuários e atual faturamento recorrente anual (ARR). A projeção é chegar a 120 mil vidas sob gestão até o fim do ano.

banner-salu-saude-ocupacional
Categorias
Blog Notícias

Canaltech > Startup Salú recebe R$ 12 milhões para descomplicar saúde do trabalho

Por Gabriela Del Carmen.

A healthtech Salú, one-stop-shop de saúde ocupacional para empresas de todos os segmentos, está reforçando seu time médico e de engenharia. Para isso, elegeu Sergio Cagno como Chief Medical Officer, ou diretor médico.

Médico do Trabalho com 40 anos de experiência no segmento de Saúde Ocupacional, Sergio atuou como consultor do Hospital Israelita Albert Einstein. Além disso, foi sócio-fundador da Bioqualynet, empresa especialista em Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho incorporada pela Porto Seguro em 2013.

“É um orgulho me juntar ao time da Salú, empresa que vem atuando no mercado de saúde ocupacional trazendo uma nova visão de modernidade e tecnologia, aliada a expertise técnica e experiência profissional”, disse Sergio em nota publicada no LinkedIn da Salú. Em menos de 2 anos de empresa, a startup tem cerca de 70 mil vidas sob gestão em mais de 180 companhias como C6 Bank, Olis, Loft, Banco Neon e Buser.

Recentemente, a startup fechou uma rodada de R$ 12 milhões liderada pela Upload Ventures, braço de venture capital early stage do SoftBank, junto à Aggir Ventures e Norte Capital, além de investidores-anjo. O aporte, anunciado em março de 2022, visa expandir a atividade da Salú em todo o território nacional.

Além de focar em eficiência de capital a healthtech tem adotado uma estratégia de mesclar a juventude dos seus fundadores André Boff, René Neme e Ricardo Silveira com nomes experientes de mercado, como próprio Sergio Cagno. A Salú ajuda os departamentos de RH das empresas a cumprirem obrigações legais ligadas à saúde dos funcionários por meio de sua solução SaaS, um software de gestão que terceiriza os processos para resolver as demandas.

Sem abrir números específicos, a companhia afirma ter crescido 3 vezes em 2022 na base de usuários e atual faturamento recorrente anual (ARR). A projeção é chegar a 120 mil vidas sob gestão até o fim do ano.

banner-salu-saude-ocupacional